Dilma 58%, Marina 16% e Aécio 10%; diz Datafolha

pesquisa

Abertas as apostas

Deu na Folha:

A presidente Dilma Rousseff lidera a mais nova pesquisa Datafolha de intenções de voto para a Presidência da República. Se a eleição fosse hoje, a petista teria 58%, seguida pela ex-senadora Marina Silva (Rede), com 16%.

Logo atrás estão o senador Aécio Neves (PSDB-MG), com 10%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que aparece com 6% das intenções de voto. Neste cenário, 6% declararam voto nulo ou em branco, e 3% disseram não saber em quem votar.

Na pesquisa anterior, realizada em dezembro do ano passado, Dilma tinha 54%, Marina aparecia com 18%, Aécio, 12%, e Campos, 4%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 21 de março e ouviu 2.653 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Leia na edição da Folha deste sábado mais detalhes sobre a pesquisa Datafolha.

Saindo do Foco:

Por Murilo Silva

Veja caro colaborador, que essa pesquisa pouco significa.

Pesquisas pré-eleitorais prestam-se muito mais a desinformação do que a informação.

Essa em especial é uma pré-pré-eleitoral, divulgada pela Folha.

Nas pré-eleitorais do pleito de 2010, não se sabia sequer quem era candidato do PSDB, muitos apostavam em Aécio.

Nas de 2006, o nome de Alckmin aparecia em terceiro plano entre as hipóteses eleitorais – de novo no caso do PSDB.

Nas pré-eleitorais de 2002, a liderança isolada era de Roseane Sarney, que nem candidata foi.

Os exemplos seguem.

Mas aqui, cabe a seguinte observação:

Eduardo Campos já aparece com algum destaque. Resultado da massiva exposição de seu nome no noticiário, estimulado pelo jogo político.

Ou seja, três candidatos de oposição saíram de um patamar nivelado para disputa.

A vantagem de Marina é compensada pela falta de partido. Ainda que a REDE se consolide, mesmo que Marina conseguir atrair todo o PV, ainda sim, terá menos de um minuto de TV. Além disso, faltará palanque em muitos estados e, provavelmente, dinheiro para a candidata verde – veja Marina na SPFW.

Teoricamente, a vaga em um eventual segundo turno seria decidida por pouco entre os três candidatos. Teoricamente…

O IBOPE, também de hoje, traz outra perspectiva: o potencial de voto.

Ou seja, o percentual de pessoas que não exclui a possibilidade de votar em determinado candidato.

Nesse caso a presidente aparece com Dilma Rousseff 76% de potencial de voto, quase o dobro do de sua adversária mais próxima, a ex-senadora Marina Silva chegou a 40%. O potencial de Dilma é três vezes maior do que o de Aécio Neves  e sete vezes maior do que o de Eduardo Campos – que ainda não tiveram a chance de disputar uma eleição nacional.

Os números favorecem uma vitória em primeiro turno, mas não garante.

Se a hipótese do nivelamento se confirmar, e se a campanha de Aécio não emplacar, 2014 pode marcar o fim de um ciclo – o ciclo de polarização entre PT e PSDB.

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Política, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s