ONG denuncia CQC ao Ministério Público por exploração de menor

Veja o vídeo:

Blog da Cidadania:

Em sua edição de 25 de março, o programa da TV Bandeirantes CQC levou ao ar o que alega ter sido “reportagem” feita por um “repórter-mirim”. Um menino de aparentes 10 ou 11 anos de idade foi levado ao Congresso Nacional por seu pai e pela equipe do programa a fim de enganar o deputado federal José Genoino (PT-SP), que não queria dar entrevista.

Abaixo, a chamada para essa “reportagem” que consta do site do programa:

Após ficar na cola de José Genoino, o repórter Mauricio Meirelles finalmente conseguiu falar com o deputado petista. Com ajuda do repórter mirim João Pedro, Genoino falou abertamente sobre sua condenação no processo do mensalão e deu a sua opinião sobre o ‘mensalão mineiro’”.

Segundo o apresentador do programa Marcelo Tas, a criança é filha de um “militante petista”. O programa mostra o suposto pai de “João Pedro” apresentando-se ao deputado em questão à porta de seu gabinete na Câmara dos Deputados. Genoino, então, recebe o “militante” e seu “filho”. Esse “militante” grava um vídeo em que a criança “entrevista” o deputado.

A justificativa de que “João Pedro” atuou como “repórter-mirim”, na visão da Organização Não Governamental Movimento dos Sem Mídia, não procede. Não existe regulamentação para tal atividade ou para trabalho de alguém tão jovem e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é muito claro quanto à exposição da imagem de menores.

Abaixo, os textos do LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990 (ECA) que versam sobre o tema.

Art. 17. O direito ao respeito consiste na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, dos valores, idéias e crenças, dos espaços e objetos pessoais.

Art. 100, item V – privacidade: a promoção dos direitos e proteção da criança e do adolescente deve ser efetuada no respeito pela intimidade, direito à imagem e reserva da sua vida privada;  (Incluído pela Lei nº 12.010, de 2009)

Com base na legislação pertinente, o Movimento dos Sem Mídia, através de seu presidente, autor deste Blog, nos próximos dias consultará e eventualmente representará ao Ministério Público (de São Paulo ou Federal, a decidir) por conta da exploração de imagem e pela evidente corrupção psicológica e moral da criança em questão.

Saindo do Foco:

Marcelo Tas no twitter: “Sou do tempo que jornalista honrado era crítico ao governo. Agora os “honrado (sic)” são patrocinados pelo governo”.

A criminalização dos caraminguás que o governo “dá” através de publicidade oficial as publicações alternativas é um discurso recorrente da direita nesse país.

Principalmente quando se leva em consideração que, a maior parte do bolo continua na grande impressa, e que quase metade da publicidade oficial segue no bolso da família Marinho.

Bem, como se sabe, desde Marcelo Moreno – garoto propaganda da Bombril – um careca não brilha tanto no mercado publicitário como Marcelo Tas.

Ou seja, não esconde de ninguém que é bancado pela PepsiCo, pela Vivo, pelo Governo ou por quem pagar mais.

Quando Marcelo Tas diz que: “é do tempo que jornalista honrado…” prefiro imaginar que não esteja se incluindo na categoria.

Humilhar um homem condenado à espera de sentença não se presta ao jornalismo, muito menos se valendo de uma criança para tal. Esse tipo coisa se encaixa muito melhor na categoria de entretenimento de mal gosto.

Aliás, nem John Saad acha que o CQC faz jornalismo, uma vez que o programa é a presentado na grade da Band como entretenimento, e não jornalismo.

Em tempo, segue brilhante observação sobre o assunto de Patrick Mariano, no Viomundo:

“Em muitos casos, o híbrido humor/jornalismo é um salvo conduto para se ferir a dignidade das pessoas. Se por acaso precisam de credencial para entrar em lugares que se fazem presentes jornalistas, dizem que o são. Quando extrapolam qualquer limite ético para seu exercício, se dizem humoristas. E assim se vai levando.”

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s