Não ser mais realista que o Rei. Para regulamentação da mídia, chame o Bernardo

Se você está com problemas de regulamentação da mídia, fale com o Bernardo. Eu falaria…

Por Bruno Pavan

 

Nos últimos meses, o diretor de jornalismo da rede Globo Ali Kamel, vem ganhando seguidos processos contra blogueiros “sujos” por aí. Melhor dizendo: os calando pelo bolso. Primeiro ele levou R$ 50 mil de Rodrigo Vianna, ex-repórter da emissora, hoje na Record e no blog O Escrevinhador. Nesta semana, ganhou R$ 30 mil de Luis Carlos Azenha, titular do Viomundo.

Os blogs no Brasil já existiam antes de 2005, mas foi o auge do escândalo do mensalão que os fortaleceram mais. Talvez os únicos espaços que davam uma leitura diferente do bombardeio contra o governo Lula que se lia e via na grande imprensa.

Existem os espaços governistas, esquerdistas, humanistas, progressistas, direitistas etc etc etc. A internet faz esse papel, traz à luz algumas discussões que são veladas na maior parte das emissoras e jornalões brasieiros.

É sadio e essencial que existam esses espaços.

Um dos grandes temas da mídia alternativa brasileira, se não o maior, é a regulamentação da mídia no Brasil. Uma distribuição mais ugual de verbas federais entre os veículos, o desmanche de grandes monopólios e o fim da chamada “propriedade cruzada”. Uma grande e digna luta. Mas que não depende só dos pequenos blogueiros.

Este blog não tem prtensão de pautar a luta de ninguém. Mas lê, nas atitudes do governo, que ele próprio nos obriga a tomar outra posição quanto a esse ponto.

A realidade é: o governo não tem o menor interesse em aprovar qualquer coisa que ande na direção de qualquer regulamentação da mídia. Nem executivo muito menos o legislativo.

Ser Dom Quixote só vai tirar mais dinheiro e saúde de qualquer blogueiro que queira dar murro em ponta de faca.

Este blog tem por princípio não ser mais realista que o Rei. Seu intuito é divertir os leitores e abrir seus olhos para outras visões de mundo. Para regulamentação da mídia, tecle 5 para falar com o ilustre ministro Paulo Bernardo ou aguarde na linha para conversar com Helena Chagas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Mídia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Não ser mais realista que o Rei. Para regulamentação da mídia, chame o Bernardo

  1. Pingback: Carta aberta aos colegas da Globo |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s