A vida dos reaças – Capítulo 3: A ameaça progressista

esse cara é foda, ele tem coragem de dizer as verdades desses hipócritas

esse cara é foda. Ele tem coragem de dizer as verdades sobre esses hipócritas

Ele voltou! O Ricardinho, um espécime clássico do reacionário brasileiro.

Veja aqui, no primeiro capítulo da saga, quem são os reaças? onde eles vivem? O que eles pensam? (eles pensam?).

E veja aqui, no capítulo 2, como eles se reproduzem mundo a fora.

Hoje, o outro lado da moeda, o alter ego de Ricardinho.

Do colaborador José Coutinho Júnior, exclusivo, para o Fora de Foco

Essa noite, entramos novamente no mundo de Ricardo, o reaça que topou em nos mostrar como sua espécie vive, quais seus hábitos e até mesmo como um reaça se reproduz. No capítulo de hoje, iremos conhecer uma figura interessante, que está em extinção devido à quantia cada vez maior de reaças, mas que são fundamentais para entender o pensamento reacionário: digam olá para Paulo, o progressista.

Paulo trabalhava na mesma firma e departamento que Ricardo e seus colegas, mas ele não podia ser mais diferente. Um progressista, como o nome sugere, é uma pessoa que compreende (ou se esforça para compreender) a sociedade em que vive mudanças de seu tempo, ao contrário dos reaças, que interpretam ditas mudanças com uma cabeça que já seria considerada preconceituosa em 1723.

Paulo, ao longo de sua formação, encarou os preconceitos e valores enraizados dentro de si e viu que muitos deles não serviam para a nossa sociedade atual: assim, ele é a favor da legalização do aborto, do casamento entre homossexuais, contra a redução da maioridade penal, além de ter opiniões sobre muitos outros temas que fazem os reaças torcerem o nariz.

Segundo a comunidade científica, esses elementos caracterizam um bom progressista. Segundo Ricardo, “esse Paulo é um viadinho escroto que fala um monte de merda”. Como ficou claro, progressistas e reaças são opostos, e Ricardo, por um impulso natural ao ver suas ideias contestadas, criou métodos para excluir e ridicularizar Paulo o máximo possível.

Nossa equipe notou que ele obteve um grande sucesso nesse processo. Então, caros espectadores reaças, se você tem colegas progressistas que odeia, Ricardo dá as dicas de como se livrar dessa praga.

“Ao discutir com um hipócrita desses, tem três caminhos que você pode tomar. O primeiro é o caminho maduro, ou seja, levar em conta os argumentos contrários e utilizar os seus civilizadamente para debater e blábláblá.

Sério, não faça isso, é chato demais. A segunda forma é mais divertida. Tudo o que o Paulo diz, a gente repete com uma voz de intelectual esnobe e irritante, o que dá aquela desmoralizada nele.

E a terceira, que é a minha favorita, é deixar ele falar as besteiras dele, e no final todos nós pegarmos ele na saída, damos uma surra básica e roubamos o vale alimentação dele”.

Nossa equipe achou que Ricardo estivesse brincando em relação à terceira afirmação, mas procurou Paulo, que comprovou que o depoimento do nosso querido reaça era verdade. Paulo foi vítima de um fenômeno raro no mundo empresarial, que a comunidade científica caracterizou como nada mais, nada menos, do que Bullying.

Apesar de ser um reaça, Ricardo é uma pessoa relativamente madura quando está sozinho. No entanto, quando se junta com mais reaças, como ocorre em seu trabalho, de repente a idade mental de todos cai para quinze anos.

Paulo foi então vítima de todo tipo de piadas maldosas, seus colegas jogam bolinhas de papel nele quando ele trabalhava, e relatou a nossa equipe que já tinha sido trancado no armário da empresa, sendo libertado mais tarde pela faxineira, e já foi afogado na privada.

Paulo se demitiu, e alegou que o dono da empresa é tão reaça quanto Ricardo, tendo inclusive participado de algumas sessões de Bullying, e que a ação trabalhista que ele perpetrou contra a empresa não vai dar em nada, porque a capacidade dela em subornar juízes é grande.

“Vão se safar, dizendo que era tudo ‘brincadeirinha’, só algumas piadinhas inofensivas. Geralmente é assim que essas pessoas justificam a violência e o assédio”.

Quando perguntamos a Ricardo se ele não achava que agiu de modo irracional com Paulo, ele foi categórico ao afirmar que “Uma pessoa que defende bandido, ditadura gay e morte de bebês para mim não merece qualquer respeito. Tem que ensinar esse tipo de gente, nem que seja na porrada, a ser correta, e dar o exemplo pra todo mundo que isso é o que acontece quando se é um hipócrita”.

Como vimos que Ricardo estava exaltado por se lembrar de Paulo, nos despedimos dele rapidamente, antes que a fera ficasse brava e nos desse alguns puxões de cueca.

E no próximo capítulo de a vida dos reaças: o machão dominado! Acompanhamos Ricardo em uma balada, para ver suas tentativas de acasalamento.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter @ForadFoco.

Mande você também seu texto para : foradfoco@gmail.com

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Brasil, Despropósito, Mídia, Política. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A vida dos reaças – Capítulo 3: A ameaça progressista

  1. Pingback: A Vida dos Reaças, Capítulo 4 – Putz Putz Putz |

  2. Orgulho Coxinha disse:

    “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz.”. Esse é o lema número 1 de todo progressista. O texto é tão carregado do preconceito comumente associado aos “coxinhas” que chega a ser nauseante. Ler 3 partes foi um interessante exercício de escatologia. Pensei que poderia até render algumas risadas, como um programa do Ratinho, que é ruim, mas tão ruim, que chega até ter um pouco de graça aquele monte de absurdo. Mas não deu, e nem vai dar pra ler a 4ª. Mals ae.

    E sigo reaça sim, e com muito gosto: http://www.implicante.org/artigos/parem-de-achar-que-reacionario-e-ofensa/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s