Haddad consegue errar até ao acertar

choraste na presença da morte?

choraste na presença da morte?

Por Murilo Silva

Haddad errou e foi errático.

Errou ao aumentar a passagem sem negociar com os movimentos.

Errou ao fazer isso e se mandar para Paris.

Errou em, ainda em Paris, descartar a possibilidade de reduzir o reajuste, desqualificando assim o diálogo.

Disse que não negociaria para depois ter de negociar, foi quando passou a ser errático.

Convocou o Conselho que criou, para dizer que não o seguiria.

Haddad funcionou como para-choque de todo o processo de desgaste, colocando a cara para bater o tempo todo, em coletivas de imprensa onde não dizia nem que sim e nem que não.

Avançando e recuando Haddad seguiu, enquanto Geraldo Alckmin se encastelava no Bandeirantes.

O prefeito sofreu o maior prejuízo político ao decepcionar boa parte de seu eleitorado, prejuízo não compartilhado por Geraldo Alckmin, uma vez que o eleitor de Alckmin não se sente traído ao vê-lo por o Choque na rua.

Haddad cruzou sozinho toda a via crucis, para só no final jogar a toalha – ainda que acertadamente.

Fez isso depois de uma reunião entre caciques com Lula e Dilma, o Conselho que ele não instituiu, mas que ele acabou seguindo.

E para completar sua tragédia política, um derradeiro gesto de vassalagem: o prefeito escolheu o Palácio dos Bandeirantes para fazer o anúncio da redução na tarifa, e o fez a margem do dono da casa.

O resultado aparece no GC da GloboNews. Enquanto Haddad falava a TV registrava: “Governador de São Paulo revoga reajuste.”

O gesto de Haddad deu razão ao que de pior se insurgiu das ruas nessas semanas. A tese de que são todos iguais, de que essa falsa dicotomia entre dois partidos é uma falácia.

O que restará a Haddad? Como tomar medidas impopulares nesses 3 anos e meio que lhe restam à ferente de São Paulo?

Haddad foi reprovado em sua primeira prova por contrariar o lema da cidadela dos Bandeirantes, a cidade que ele diz governar. Mostrou que não conduz, mas que é conduzido.

***

Vitória!

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Brasil, Mídia, Política e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Haddad consegue errar até ao acertar

  1. Ghedi disse:

    jornalista por acidente mesmo

  2. Isabel Camara disse:

    …bom texto Murilo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s