Lado a lado até o fim

Fernando & Geraldo

Fernando & Geraldo

A ceninha de ambos não resolve a evidente crise de relação entre os representantes maiores dos executivos, do Estado e da Capital, e seu histórico braço fiador, o povo”

Texto do colaborador Rafael Costa,

Duas partes de uma dentadura remendada que nadam na água populista da política de São Paulo.

Lado a lado, Geraldo Alckmin e Fernando Haddad anunciaram a redução das tarifas do transporte público, nesta terça-feira (19), no Palácio dos Bandeirantes, em resposta à reivindicação das manifestações populares dos últimos dias.

Ficou meio a meio.

O copo onde quase se sufocaram agora à primeira um tanto cheio a partir da perspectiva do governador desgastado pelo tempo. Ou um tanto vazio do novo prefeito vencido em seu primeiro embate público.

Haddad claramente perplexo em ter de dar um passo atrás. Logo ele, que espertamente se antecipou a Alckmin no anúncio do novo preço do transporte público baseado num cálculo populista para proteger sua popularidade.

A ceninha de ambos não resolve a evidente crise de relação entre os representantes maiores dos executivos, do Estado e da Capital, e seu histórico braço fiador, o povo.

O legislativo lavou às mãos publicamente e fez sua pressão nos bastidores. Alguém viu os secretários de transporte público a frente de planilhas suando em cálculos? Nada. Eles permaneceram deliberando de seus gabinetes e prontamente ao lado do telefone.

O jogo duro do Estado só piorou o quadro da falta de representatividade. O moralismo saiu do controle e desgastou os dois políticos. A truculência rotineira que embala grande parte do eleitorado adulto em suas opiniões de sofá garantiu somente pontos no Ibope das TVs e ainda alimentou o coice na cara do deprimido jornalismo impresso, o qual lança seus repórteres para animar o picadeiro e a guerra entre os políticos.

O moralismo deixou sua marca sem distinção de credo para nunca mais esquecer. A política é caolha.

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Brasil, Política e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s