Ministro de Dilma desautoriza a presidenta

não é bem assim...

não é bem assim…

Em reunião entre a presidente Dilma e o presidente da OAB, sobre a proposta de convocar uma Constituinte Exclusiva, surgiu a polêmica:

Folha:

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Marcus Vinícius Coelho, afirmou nesta terça-feira (25), após reunião de duas horas com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, que o governo desistiu da proposta de fazer um plebiscito para convocar uma assembleia constituinte específica para tratar da reforma política.

Minutos depois, no entanto, o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) concedeu entrevista à imprensa e disse que a possibilidade de constituinte continua em estudo. O ministro classificou a proposta apresentada pela OAB, que envolve mudanças legislativas – e não constitucionais, muito mais complexas de serem aprovadas-, de “muito interessante”.

Sobre esse suposto recuo, veio a declaração do ministro da Justiça Eduardo Cardoso:

Noblat no Facebook:

Esclarecimento do ministro da Justiça:

“Depois do incêndio causado pela OAB, o governo tentou explicar que o que Dilma fez, ontem, ao anunciar a convocação do plebiscito, foi iniciar um debate sobre a melhor forma de realizar uma reforma política. E que a forma como isso será feito ainda não foi definida.

Dilma tem uma proposta e agora está ouvindo outras. Além da OAB, a presidente se reunirá ainda hoje com os presidentes da Câmara e Senado, Henrique Eduardo Alves e Renan Calheiros, respectivamente, e com o movimento dos sem-teto.

— Achamos fundamental que a reforma política passe por um amplo debate com a sociedade. O plebiscito é um fator importante para que a reforma se realize, porque é a oportunidade de as pessoas se manifestem e indiquem o rumo que acham correto para a reforma política. A premissa que a presidente partiu ontem foi que a reforma política é necessária e que ela seja feita com oitiva da sociedade. Essa premissa se coaduna com a proposta da Ordem — afirmou o ministro da Justiça José Eduardo Cardoso.

Segundo Cardoso, o anúncio da presidente não foi bem um anúncio, foi uma sugestão.

Teria se expressado mal a presidente?

Veja aqui que o PMDB é contra.

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Ministro de Dilma desautoriza a presidenta

  1. Pingback: PHA: Cardoso mente |

  2. Pingback: Governo recua. Constituinte e plebiscito estão em discussão |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s