NYT: Obama terá problemas por aperta a mão de Castro

perigo vermelho

Deu no New York Times

SOWETO, África do Sul – O presidente Obama apertou a mão do presidente Raúl Castro, de Cuba, nessa terça-feira (10), oferecendo um gesto amistoso carregado de simbolismo para uma das mais duradouras inimizades da Guerra Fria dos Estados Unidos.

Foi Obama tentando sinalizar um novo esforço do governo americano para chegar a um acordo com Cuba 50 anos após a revolução comunista que colocou Fidel Castro, irmão de Raúl, no poder? Ou foi o Sr. Obama simplesmente tentando evitar uma afronta diplomática em um memorial dedicado ao perdão?

Os assessores do presidente teriam sabido com antecedência que os líderes mundiais estariam no pódio quando o presidente se aproximou (por seus próprios comentários – dos assessores). Mas funcionários da Casa Branca se recusaram a oferecer qualquer explicação sobre o aperto de mão, ou confirmar se houve uma discussão sobre a possibilidade de oferecer o cumprimento.

Ainda assim, as declarações de Obama, pronunciadas momentos depois, oferecem possibilidades tentadoras sobre o que estaria passando pela mente do presidente quando ele se aproximou de Castro.

Obama falou sobre a necessidade de confiança, reconciliação e perdão. Ele estava falando sobre o Sr. Mandela – conhecido por seu nome de clã, Madiba -, mas suas observações também podem ser aplicadas à relação diplomaticamente congelada entre Estados Unidos e Cuba.

“Madiba quis libertar não apenas o preso, mas também o carcereiro, para mostrar que você deve confiar nos outros para que eles possam confiar em você”, disse Obama, “para ensinar que a reconciliação não é uma questão de ignorar um passado cruel, mas um meio de enfrentá-lo com a inclusão, a generosidade e a verdade. Ele mudou as leis, mas ele também mudou corações.” […].

O aperto de mão que Obama ofereceu ao Sr. Castro tem o potencial de tornar-se um problema político para o presidente, da mesma forma que o aperto de mão de Obama em 2009 com Hugo Chávez, o presidente socialista da Venezuela, foi criticado por republicanos […]

Mas tal gesto também pode marcar o início de um descongelamento das relações, algo que muitos cubano-americanos vem com cautela. Em seu discurso, Obama deu a entender que ele busca um mundo não definido por animosidades antigas. Não é muito de exagero pensar que ele estava falando sobre a dinâmica cubano-americana da metade do século passado.

“A África do Sul mostra que podemos mudar, que podemos escolher um mundo definido não por nossas diferenças, mas por nossas esperanças comuns”, disse Obama no memorial. “Podemos escolher um mundo não definido pelo conflito, mas por paz, justiça e oportunidade.

Saindo do Foco:

Por Murilo Silva

Os fundamentalistas cristãos, simpatizantes do Tea Party, como já se esperava, atacaram o presidente Obama pelo Twitter, a quem qualificam como “comunista”.

Dalí se espera tudo.

O que esse editor não esperava era encontrar aqui, na Folha de São Paulo, a seguinte manchete: “Obama aperta mão de ditador cubano”.

Como o caro amigo colaborador pode notar no texto do Times, “ditador” é um tratamento que em jornais sérios, mesmo nos Estado Unidos, não se dispensa levianamente ao presidente Raúl Castro.

Até porque, apresentar fulano ou ciclano como ”ditador” é trocar um pronome de tratamento adequado por um adjetivo.

E adjetivar é uma forma de contrabandear opinião para onde o leitor esperava encontra pura e simplesmente informação.

O Times, como jornal sério, prefere tratar o presidente como ”senhor Castro”. Parece mais respeitoso, não?

Página A2; A2-3; A2-4; A2-4 ...

Página A2; A2-3; A2-4; A2-5 …

Anúncios

Sobre Murilo Silva

Jornalista por acidente.
Esse post foi publicado em Internacional, Mídia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s